calfor.com.br

Em ambientes de alto risco, o uso de uma bota de segurança passa de uma recomendação para uma necessidade.

     

      • Mas, o que faz a bota de segurança ter esse nome?

    De acordo com as normas técnicas da ABNT NBR ISO 20345, todo produto caracterizado como “calçado” ou “bota” de segurança, deve conter necessariamente uma biqueira, seja ela de Composite ou Aço. Como também é exigido uma série de testes para comprovação de suas proteções.

       

        • Composite e Aço: Entenda a diferença

      Aço: Nesse tipo, como o próprio nome mostra, a biqueira é feita de aço, sendo o componente mais comum do mercado.

      Suportando o mínimo pela ABNT de 200J de impacto de energia e 15kN de compressão de bico, é recomendada para trabalhadores da construção civil, mineração e transportadores.

       

      Composite: Já a composite, o material utilizado para fabricação é uma mistura de fibra de carbono, vidro e poliéster. Oferecendo a mesma proteção solicitada pela ABNT, assim como a de aço.

       

          Por ser uma tecnologia mais recente, há alguns fatores que fazem com que ela se destaque, como:

         -35% mais leve que aço;

         -Material não corrosivo, não ocorrendo o “efeito guilhotina”, pois se esfarela antes que chegue ao pé;

         -Não conduz eletricidade, podendo incluir em suas indicações o trabalho com energia elétrica.

         

          • Testes e Aprovações

        TESTES

        Para que o trabalhador tenha certeza de sua segurança, a bota precisa ser submetida a uma série de testes com o intuito de comprovar suas propriedades, sendo eles:

        -De impacto;

        -Contra cortes;

        -Resistência Química;

        -Contra queimaduras;

        -Suporte a voltagens elétricas.

        Sendo aprovada através do C.A(Certificado de Aprovação), que deve ser gravado em algum local do produto, como mostra o exemplo em um produto da Calfor.

        APROVAÇÕES

        Para cada teste concluído e bem-sucedido, a bota recebe uma certificação que comprovará sua eficiência ao perigo exposto. Cada um contêm sua letra e especificação, sendo os mais comuns em botas de segurança:

         

        -(SRA): Resistência ao escorregamento em pisos de cerâmica com detergente;

        -(E): Absorção de energia no calcanhar;

        -(FO): Resistência ao óleo combustível;

        -(P e CR): Resistência ao corte e à penetração, respectivamente;

         

        E em específico para as que contêm biqueira de composite, o (CA), que condiz à classe elétrica e sua tensão nominal, que devem ser, 00 e 500V, mínimo.

         

         

           

            • Cuidados e Precauções

          Para que todas essas validações se mantenham por um longo período, é necessário que o armazenamento e a utilização sejam feitos de forma correta. Ao contrário disso, dependendo do material da bota, podem ocorrer deteriorações leves e/ou graves, que não prejudicam somente o produto, mas também põe em risco o usuário.

           

          Nos calçados de poliuretano, por exemplo, o uso indevido e os maus cuidados na hora do armazenamento resultam num efeito chamado de hidrólise, onde a substância entra em decomposição, podendo trincar, rachar ou mesmo quebrar de uma vez.

           

          E quais são os principais cuidados a serem tomados?

           

             -No que se refere à conservação, é importante ressaltar que não é recomendado que a armazenagem seja feita em ambientes úmidos e/ou gelados, sendo sugerido a temperatura ambiente, entre 20º e 25º e com umidade relativa abaixo de 70%;

             -E referente ao uso, é altamente recomendado a utilização dentro dos limites de tempo e exposição que constam na ficha técnica do fabricante.

           

             Em resumo, a importância do entendimento dos fatores que compõem uma bota de segurança antes da compra é extremamente importante. Analisar suas necessidades, procurar o item que melhor lhe atende e encontrar uma empresa de confiança, fazem parte dos processos principais antes de adquirir o produto. E após esses cuidados, outros dão seguimento, através do uso consciente e bom armazenamento do produto.

          Rolar para cima